Vais de Erasmus?

Só há uma resposta para esta pergunta: Sim. Se estás a ler este artigo, vou te contar um bocadinho da minha experiência e dar-te três razões pelas quais deves já começar a escolher a universidade de destino. Mas deixo já o aviso de que, no final, podes querer ir para um país bastante frio!

Há 3 anos atrás, em dezembro, estava provavelmente como muitos de vocês estão agora, a pensar nos prós e contras de estudar fora, nervosa com algo que ainda parecia tão distante, mas eventualmente a tomar uma das melhores decisões da minha vida: ir para Tampere, uma cidade na Finlândia.

Os meses foram passando, e quando dei por mim estava a fazer uma lista sem fim de coisas para pôr na mala, a tirar o passaporte, a assinar o contrato de estudos na FEP, a comprar voos e a alugar casa. Cada vez mais perto do dia da partida, a ideia de que ia estar 4 meses fora, provavelmente sem vir a casa, tornava-se cada vez mais real. Até que, no dia 23 de agosto de 2019, estava no Aeroporto a apanhar um avião para Helsínquia e mais tarde um comboio para Tampere. Lembro-me de estar no comboio, depois de uma noite no avião sem dormir; deviam ser 7 da manhã, e estava completamente em choque por todos aqueles meses de preparação se estarem finalmente a concretizar.

Os 4 meses que se seguiram foram um misto de adaptação à nova casa, a morar “sozinha”, a um ensino bastante diferente daquele que tinha na FEP, mas sobretudo ao estilo de vida de Erasmus. Mesmo com alguns trabalhos e exames ao longo do semestre, o nosso dia-a-dia passou a ser um misto de planear as próximas viagens, saídas, jantares, passeios pela cidade, etc.

E a principal razão pela qual devem ir de Erasmus é, no fundo, porque vão adorar a experiência, seja qual for o destino que escolherem. Vai-vos fazer crescer, sair da vossa zona de conforto, e tornar-vos muito mais independentes. Aliás, como sempre tive em aberto a possibilidade de ir trabalhar para fora, para mim esta foi uma oportunidade de provar a mim mesma que sou capaz de viver longe de casa.

A segunda razão é que vão conhecer pessoas incríveis, de todos os cantos do mundo. Estas pessoas vão ser o vosso apoio diário, companheiros de viagens e podem mesmo tornar-se vossos amigos para a vida! No meu caso, as despedidas quando estava a regressar para Portugal foram tão ou mais difíceis do que quando estava a partir para Tampere… Mas uma das melhores partes de voltar de Erasmus são as visitas dos vossos amigos a Portugal ou a vossa ao país deles, pois por muito tempo que passe, a amizade mantém-se!

Por último, porque vão aprender muito sobre culturas diferentes. Por exemplo, em São Petersburgo, na Rússia, existem sinais nos autocarros para as pessoas estarem em silêncio. Na Finlândia, as pessoas são muito educadas e civilizadas, mas mais fechadas. No fundo, ao aprendermos estas diferenças culturais, acabamos por valorizar ainda mais o nosso país e cultura!

E porquê ir para Tampere? A universidade é muito boa, a cidade tem bons transportes e várias ligações a Helsínquia e residências a bom preço para estudantes internacionais. Mas para além disto, nesta cidade podem ver auroras boreais, neve, lagos lindos e florestas de pinheiros!

Aconselho-vos a falar com pessoas que já tenham estado nas faculdades que mais vos interessam, para saberem mais sobre os diferentes destinos. De qualquer forma, espero que já tenham tomado a vossa decisão e que possam dizer: “vou de Erasmus”!

Sofia Serrano

Autora

in